skip to Main Content
Contadores Avaliam Desafios E Oportunidades  em Reunião De Câmara Do Sescon/SP

Contadores avaliam desafios e oportunidades  em reunião de Câmara do Sescon/SP

As situações atípicas geradas pela pandemia de Covid-19 resultaram numa diversidade de experiências compartilhadas durante live

Sugerir assuntos do momento, incentivar debates e o compartilhamento de visões e informações entre os participantes. Este é o objetivo da Câmara Setorial de Contabilidade do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado de São Paulo (Sescon/SP). E os últimos encontros promovidos têm sido virtuais, e o último deles, no dia 6, teve um tema instigante: “Desafios ou oportunidades: qual é a sua realidade?”.

O debate contou com a presença do coordenador da Câmara Setorial do Sescon/SP, José Vanildo Veras da Silva; Andréia dos Santos Silva, diretora da Associação das Empresas Contábeis do Estado de São Paulo (Aescon/SP); Márcio Teruel Tomazelli, diretor Financeiro do Sescon/SP e o também diretor da Aescon, Ives Della Torre. “A Câmara tem justamente este objetivo: fazer cada um sair do seu quadrado e compartilhar seus conhecimentos. Todos que a compõem são empresários que vivem o cotidiano da nossa profissão”, explicou Veras.

Entre os desafios citados pelos participantes estavam a adaptação ao home office, o compartilhamento dos servidores e sistemas das empresas na nuvem, gestão do trabalho remoto dos colaboradores, mapeamento de ferramentas para o trabalho nos novos moldes e a consolidação da comunicação com os clientes. “Para mim, a transição do processo físico para o modo digital de uma hora para outra, foi um desafio. Era uma coisa que eu estava postergando, achando que poderia fazer depois”, relembra Andréia dos Santos.

Assim como a diretora, internautas também citaram as dificuldades vividas com a adaptação ao novo cenário. Para o empresário e diretor Associação, Ives Della Torre, a experiência tem jogado luz sobre o modo de funcionamento dos negócios.  “Já estávamos pensando que não precisávamos de espaços físicos tão grandes, na adoção do trabalho remoto dos colaboradores, enfim, é um momento que servirá para pensarmos: para que caminho vai a minha empresa? É necessário repensar tudo direitinho”, concluiu.

Outro desafio é a inadimplência. Muitas empresas de contabilidade tiveram que lidar com as dificuldades dos diversos segmentos, como o comércio do varejo. “Minha empresa atende, por exemplo, restaurantes. E muitos não têm recursos, com caixa sobrando. Muitas das nossas empresas estão tendo que lidar com a dúvida sobre se o cliente irá sobreviver. E mesmo o mercado retomando, será que esta empresa continuará, será capaz de pagar seus custos e resolver seus passivos? É um momento delicado em que precisamos ter bastante clareza e sensibilidade”, destacou o diretor Financeiro do Sescon/SP.

Assim como houve uma diversidade de desafios, houve também uma variedade de aprendizados, a exemplo da adoção de novas tecnologias, turnos revezados de colaboradores (que não fazem parte do grupo de risco) e até a criação de grupos de WhatsApp para agilizar a divulgação de informações entre os clientes. E as oportunidades também fizeram-se presentes no processo. “A tendência de coisas que se renovam irá se estender e nós como contadores, e guardiães das informações dos clientes, devemos ajudar neste processo. Seremos essenciais”, avaliou Andréia Silva.

Confira o evento

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
Recomendado
Atividades deverão seguir as medidas sanitárias e estarão liberadas para…