skip to Main Content
Presidente Do Sescon/SP Assina Regulamentação Do Funcionamento Do Setor De Pesquisa

Presidente do Sescon/SP assina regulamentação do funcionamento do setor de pesquisa

Atividades deverão seguir as medidas sanitárias e estarão liberadas para voltar a atuar a partir de hoje (9)

 

O prefeito Bruno Covas regulamentou o funcionamento de mais três setores das fases dois e três do Plano São Paulo, do Governo do Estado. Os protocolos de retomada foram assinados por sete entidades, entre elas a ABEP e o Sescon/SP que representam o setor de pesquisa. Com a publicação no Diário Oficial, os estabelecimentos estão liberados para retomar suas atividades, desde que sigam as medidas recomendadas pelos protocolos geral e de autorregulação do setor.

 

As empresas de pesquisa deverão fornecer kits de equipamentos de proteção com máscaras de tecido nos padrões recomendados pelo Ministério da Saúde; álcool 70% em spray para higienização dos sapatos; luvas e álcool 70% em gel para higienização das mãos.

Os trabalhadores de campo deverão trocar suas máscaras a cada duas horas e o descarte das luvas após o fim de cada entrevista ou visita em domicílio. Os pesquisadores só poderão entrar nas casas das pessoas se for extremamente necessário e após fazer a higienização adequada dos sapatos.

Assinatura Pesquisas2 -

Antes de iniciar a entrevista, questionar se o entrevistado ou alguma outra pessoa que mora na residência apresentou os sintomas do coronavírus, evitando assim qualquer exposição aos colaboradores de campo.

 

As orientações de utilização de máscaras, espaçamento entre os colabores e redução de expediente também deverão ser seguidas durante o trabalho dentro do escritório.

 

“Na fase anterior nós assinamos em junho o termo de compromisso para reabertura dos escritórios prestadores de serviços. Desta vez foi o setor de pesquisa, principalmente, o pesquisador de campo”, informou o presidente do Sescon-SP, Reynaldo Lima Jr, acrescentando o trabalho árduo do presidente da ABEP, Duilio Novaes, na elaboração das propostas ao Município de São Paulo. Por fim, ressaltou que se trata de uma conquista para esse setor porque o documento garante a legalidade no processo de retomada das atividades de campo.

 

“É uma alegria poder agradecer a todos vocês, em primeiro lugar pela paciência, pela resiliência, pelo sacrifício que cada um fez, para que pudéssemos passar pela fase mais difícil da pandemia, um momento que o poder público pôde aproveitar  para ampliar a rede hospitalar  na cidade de São Paulo. Tínhamos 507 leitos de UTI e chegamos a ter 92%  dos leitos ocupados. Estamos já há três semanas com menos de 60% dos leitos administrados pela Prefeitura ocupados, já desmobilizamos um hospital municipal de campanha”, afirmou Bruno Covas.

Assinatura Pesquisas1 -

Para o prefeito, não há a menor dúvida de que os números que São Paulo vem colecionando nas últimas semanas permitiram que a cidade avançasse para a segunda fase e, agora, para a terceira.

De acordo com a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso, hoje são 58 entidades  que já terão firmado protocolos de abertura com a Prefeitura. ”Tudo com segurança e responsabilidade, para que possamos dar continuidade a esse trabalho de preservação da vida e da saúde, mas também para que possamos seguir preservando os empregos e a geração de renda de todos. Hoje, com setores importantes, de vocações da cidade de São Paulo, da economia criativa e das pesquisas e que estão se somando, então, a um conjunto de mais de 13 setores que já estão funcionando a todo vapor  e que,  em breve, terão outros companheiros. Este é um momento difícil porém bem-sucedido e a prova é termos a parceria de entidades tão importantes”, destacou a secretária.

Com informações da assessoria de imprensa da Prefeitura de São Paulo 

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
Recomendado
Hoje, dia 7, é o prazo de vencimento de pagamento…